1º temporada: CAPÍTULO FINAL

Nicholas Narrando

Era um dia de muita diversão com a família. Minha família e a da Miley estavam presentes juntos com as melhores amigas dela para um almoço e
assistir a grande final do campeonato de basebol juntos.

“Miley, que barrigão! Está com quantos meses mesmo?” _ minha mãe perguntou toda boba com a vinda de mais um bebê.

“Oito meses. Estou doida pra que ele nasça logo! Não agüento mais carregar essa barriga enorme. Já até pensei em comprar aquelas capas pra bujão de gás par usar como vestido.”

“Só falta um mês, amiga. Um mês.” _ Gabi falou animada.

“É... Falta pouquinho tempo.” _ ela falou feliz. _ “To muito ansiosa pra ver o rostinho do meu menininho.”

“Menininhos.” _ Joe tentou corrigir.

“Joe, quantas vezes será que eu tenho que dizer que não são gêmeos?” _ falei sem paciência com a insistência do meu irmão.

“Nick, sempre tem mais um escondidinho, você vai ver só.” _ ele falou cheio de esperanças.

“Mas eu to enorme de gorda!” _ Miley resmungou de sentando ao meu lado no sofá. _ “Pareço uma bola.”

“Pára de falar bobagem, Miley! Você é a grávida mais linda que eu já vi. Então não reclame que está gorda porque não está. E também eu fico feliz com um barrigão desses, tá? Quer dizer que o meu meninão vai nascer grande e forte.” _ acariciei sua barriga que estava realmente grande.

“Nick como sempre muito bobo, fica falando que eu to bonita barriguda.” _ ela falou revirando os olhos e rindo. Mas eu não estava mentindo, ela continuava radiante.

“AAAAAAAAAAHH!” _ gritos vindos do segundo andar ecoaram por toda a casa.

“O que foi isso?” _ perguntei preocupado.

“Não sei. Vamos subir pra ver.” _ Joe falou curioso.

Eu, Joe, Gabi e os irmãos Cyrus subiram junto com agente, enquanto minha mãe e Tish preparavam o almoço e a Miley, com preguiça de carregar aquela barriga toda, ficou no sofá vendo TV.

“O que aconteceu aqui?” _ Braison perguntou quando viu Noah e Frankie saindo correndo tapando os rostos, assustados, como se não quisessem ver o que acabaram de avistar. Fomos até o quarto que eles acabaram de sair pra ver o que era tão assustador.

“Porra Liam, eu falei pra trancar a porta!” _ Stacy falou colocando a blusa. Agente não tinha acreditado no que acabou de acontecer. Eu e o pessoal começamos a rir do mico dos dois. _ “Que saco! Agora vocês ficam rindo! Não tem graça não.”

“Que isso hein, Liam! Fica agora dando uns pegas na namorada na casa dos outros é?” _ Joe disse brincalhão. _ “E por sinal, a Stacy ta de parabéns viu?” _ ele falou na maior cara de pau. Logo em seguida a levou um tapa da Gabrielle no braço.

“Então as crianças pegaram vocês no flagra?” _ comecei a gargalhar. _ "Mas vocês estavam mesmo...?”

 “Quase. Até eles aparecerem. Mas foi muito tenso gritar com duas crianças assustadas.” _ Stacy falou sem graça. Sua pele clarinha revelava facilmente seu rosto vermelho de vergonha. Nossas risadas se cessaram quando ouvimos Miley nos chamar lá de baixo.

“Nick! Vem aqui rápido!”

“O que houve?” _ perguntei descendo rapidamente os degraus preocupado. Sua expressão aflita me fez ficar ainda mais nervoso.

“Acho que já está mais do que na hora de escolher o nome do nosso bebê.”

“Miley, você me chama desse jeito só por causa do nome?” _ franzi a testa indignado._ “Você me assustou.”

“Não é por isso. A criança vai nascer!” _ ela falou com a mão na barriga. Sua respiração pesada e a expressão de dor me apavoraram, pois já soube que era mesmo a hora.

“Ai Meu Deus o que eu faço?” _ me perguntei andando de um lado pro outro. Não conseguia raciocinar direito com tanto nervosismo. A única coisa que se passava na mente era: o bebê vai nascer, o bebê vai nascer, o bebê vai nascer.

“Calma Nick! Mantêm a calma.” _ Joe falou dando um de responsável._ "Mãe, pega água morna e Tish uma tesoura.”_ falou determinado. Arregalei os olhos aterrorizado só de imaginar Joe fazendo o parto.

“Que palhaça é essa? Meu filho não vai nascer em casa, vai nascer no hospital! Joe deixa de babaquice.” _ a futura mamãe disse irritada com a nossa lerdeza. _ “Se mexam! Porque pelo que me parece, vai ser mais fácil eu ir a pé até a maternidade do que vocês me levarem, né?”

 “Ok. Vamos fazer o seguinte, eu vou junto com a Miley na parte
de trás do carro enquanto Joe dirige pra hospital.” _ falei tentando organizar as coisas ainda nervoso.

“Ta. Eu vou fazer a malinha do bebê. Ta bom?”_ Danielle se ofereceu.

“Ok, Dani. Obrigado.”

Levei a Miley até o carro. A barra do seu vestido molhado revelou que sua bolsa já havia estourado. Dei as chaves pro Joe que entrou o mais rápido possível no carro já o ligando. Nós fomos pegos de surpresa, pois havíamos programado para um parto cesariano e além do mais, Miley só tinha ainda oito meses de gravidez. Durante a viagem, Joe corria a mil com meu carro indo a direção do hospital. E entre tentativas de exercícios de respiração, Miley gemia de dor junto comigo. Pois é, junto comigo
mesmo. Toda vez que ela sentia contração, ela apertava sem dó o meu braço numa força totalmente desconhecida por mim.

“Au, Miley! Está doendo! Calma aí, amor.” _ reclamei.

Ela me lançou um olhar raivoso, ainda tentando respirar mais profundamente.

“Você acha...” _ disse ofegante e entre os dentes._ “que eu... não estou sentido dor? Você não tem noção do que eu estou sentido agora. Eu estou falando de um bebê que quer sair de mim!” _ berrou a ultima frase. Nota mental: nunca contrarie uma grávida, muito menos quando ela está prestes a dar a luz.

“Ok. Se acalma, ta? Respira... Já estamos chegando.” _ tentei falar do jeito mais relaxado possível para não deixá-la mais nervosa. Ela assentiu ainda com a respiração pesada e com uma expressão de desespero, mas aparentemente um pouco mais calma. Chegamos ao hospital e a levei no colo procurando por ajuda. _ “Ela vai dar à luz agora,o que eu faço?” _ perguntei pra recepcionista.

“Já vou chamar os enfermeiros, senhor...” _ ela falou um pouco distraída até sua feição mudar ao se tocar quem era a grávida. _ “Ai Meu Deus! É a Miley Cyrus!” _ seu tom de voz um pouco mais alto do que o normal pela euforia chamou a atenção das pessoas que estavam na recepção. Todos se voltaram pra minha Miley que ainda estava tentando fazer o exercício de respiração no meu colo. Ok. É agora que eu corro com a Miley no colo prestes a ter um bebê, certo? E foi isso que aconteceu.

“Pelo amor de Deus, ela vai parir uma bebê! Alguém me ajuda!” _ gritei correndo pelo corredor de emergência tentando fugir dos conhecidos de pacientes que corriam atrás de mim com os celulares na mão pra poder tirar uma foto. Será que esse pessoal não se toca que estamos falando de uma emergência? Eles pensam o que? Que vão conseguir autógrafos dela nesse estado? Pelo meu alívio, encontrei dois enfermeiros no caminho e me ajudaram a botar à futura (nem tão futura assim) mamãe na maca.

“Nick, eu te amo.” _ Miley falou antes de ir à sala de parto segurando em minha mão perceptivelmente insegura. Seus olhos brilharam de tantas lágrimas que carregavam pra não cair em seu rosto.

“Eu também, te amo muito.” _ falei baixinho. Inspirei fundo ao ver a levando para a sala de parto, desejando que tudo dê certo.

“Nick!” _ ouvi uma voz fina me chamar atrás de mim. Me virei para ver e avistei Stacy e Gabi correndo á minha direção. _ “Já levaram ela pra sala de parto?” _ perguntou Stacy.

“Já.”
“Fique tranqüilo que agente já ligou pro ginecologista e pro pediatra e eles já estão a caminho.” _ Gabrielle falou.

“Ok, obrigado.” _ sorri para elas. Meu sorriso logo foi retribuído por ambas que pareciam estar bastante felizes também com a chegada do meu filho. Mesmo estando muito nervoso e aflito, eu estava feliz não só com a vinda do bebê, mas também por saber que eu e Miley podíamos contar sempre com os nossos amigos. Se não fosse por eles, provavelmente eu ainda estaria em casa com ela sem saber o que fazer, e seria um tremendo caos.

“Tomara que não demore muito.” _ suspirei botando as mãos nos bolsos da minha calça, visivelmente ansioso, me encostando à parede fria da recepção do setor da maternidade.

“Tomara mesmo...” _ Gabi falou olhando para o final do corredor, na direção da sala em que deixaram a Miley e era aonde eu não parava de fitar.

“Nick, você vai querer um pouco de água?” _ Stacy perguntou preocupada com meu nervosismo.

“Não, obrigado. Já tomei uns cinco copos de água quando você foi fazer uma ligação lá fora.”

Aos poucos meus pais, meus irmãos e a família da Miley já tinham
chegado. Uma hora se passou e nenhuma notícia dela. Meu coração acelerava a cada minuto que passava sem saber o que estava acontecendo. A necessidade de ver o rosto do meu nenê e a Miley junto comigo era simplesmente avassaladora, fazendo ficar irritantemente inquieto. Minha preocupação ficava maior só de lembrar o risco que ambos corriam nesse parto. Preferimos a cesariana exatamente temendo esses riscos depois daquelas fortes dores da Miley e o leve sangramento. E além do mais, ela apenas tinha oito meses de gravidez. Passei as mãos pelo meu cabelo pela vigésima vez e bufei sendo tomado por uma avalanche de ansiedade.

“Eu deveria ter ido com ela.” _ resmunguei baixinho.

“Fica calmo, filho. Eles vão estar bem. Ás vezes demora mesmo.” _ minha mãe veio me acalmar. Apenas assenti sem falar uma única palavra, tentando relaxar um pouco mais.

Minutos depois, o médico da Miley chegou para falar conosco. Seu andar calmo até nós me deixava mais ansioso ainda. Aqueles passos pareciam que nunca iriam chegar até mim. Andei com mais pressa até ele para perguntar sobre como eles estavam.

“Então?” _ perguntei.

“O parto ocorreu muito bem. O meninão é grande e muito saudável. Realmente, ele é uma criança forte depois do que passou. Parabéns!” _ as palavras do médico me fizeram suspirar de alívio.

“E a Miley? Ela está bem?”

“Ela está ótima.” _ sorri feliz e ansioso como uma criança esperando pra ver o presente mais esperado do ano contagiado pelo o sorriso tranqüilo do médico.

“Quando é que eu vou poder vê-los?”

“A Miley está se recuperando, mas logo poderão vê-la. O bebê está na incubadora só por um tempo, pra ele se acostumar com a temperatura ambiente. Se quiser pode ver pelo vidro da sala.”

Eu e o pessoal fomos correndo ver meu bebê na incubadora e alguns minutos depois,  fomos pro quarto onde Miley estava já que o nenê já e estaria lá e nós estaríamos liberados pra visitar. Entrei com um sorriso abobado no rosto quando vi minha Miles com o nosso filho no colo mamando desesperado de fome.

“Ele é esfomeado!” _ falei rindo baixo.

“É...” _ ela parecia muito mais calma e bem humorada do que a última vez que a vi. Miley sorria de um jeito bobo e babão como eu.

“É o nosso filho.” _ sussurrei pra ela. Miles se virou pra mim com os olhos
brilhando, radiante de alegria.

“Nem dá pra acreditar.”

“Ele é tão bonitinho!” _ suspirou minha mãe. Todos se viraram pra ela estranhando a sua observação. Ok, é meu filho e da Miley, o amo muito e estou extremamente feliz, mas devo confessar que não é a criança mais linda do mundo.

“Não me leve a mal, mas ele é feinho.” _ Miley falou por mim. _ “Mas isso não me importa. Eu o amo.” _ ela disse olhando o nosso filho dormindo agora em seus braços.

“Ele vai ficar lindo quando maior. Vocês vão ver.” _ Tish disse com confiança.

“Como assim Tish? Como pode garantir isso com tanta certeza?” _ franzi a testa.

“Miley quando nasceu era uma coisinha horrível!” _ ela disse rindo.

“Mamãe!” _ Miles repreendeu.

“E quando vi o Nick recém-nascido eu fiquei super feliz pensando que eu tinha um Pokémon na família.” _ Kevin falou gargalhando da minha cara. _ “Só que depois de alguns meses ele roubou o posto de Joe como o xodó da família e tive que me contentar com os meus bonequinhos do desenho mesmo.” Miley gargalhava com vontade depois que meu irmão mais velho tirou sarro de mim juntos com os outros.

“Tomara que aconteça o mesmo com o... o... Qual é o nome dele?” _ Gabi perguntou.
Eu e Miley nos entreolhamos sem a menor idéia. Como agente não planejou isso antes?

“Eu... ainda não sei.” _ falei.

“O nome dele pode ser Billy Neto né?” _ meu sogro opinou e que logo foi recebido por olhares de reprovação.

“Billy Neto? Papai não inventa, ta bom?” _ Miley reclamou franzindo o nariz.

“Que tal Rex?” _ o pequeno Frankie perguntou.

“Não... Isso parece nome de cachorro.” _ Joe repreendeu a idéia. _ “Prefiro Jay-Z.”

“Joe, Jay-Z é um nome artístico de um cantor. Para de viajar da maionese!” _ Stacy reclamou com a idéia tosca do meu irmão.

Por vários minutos todos ficaram discutindo sobre o nome do bebê.
Ninguém chegava a decisão nenhuma, muito menos eu e ela que ficávamos apenas quietos reprovando com a cabeça. Num momento, o falatório dentro do quarto que provocou o despertar do nenê, é interrompido pela Miley.

“Robert.” _ Todos pararam pra fitá-la. _“O nome dele vai ser Robert.” _ falou confiante.

“Eu gosto desse nome.” _ sorri satisfeito. Os outros também concordaram._ “Miley, posso segurar o Robert?” _ falei rindo com o meu jeito pateta de repetir seu nome para enfatizar.

“Só não pode como deve. Você é o pai!” _ ela riu. Peguei com muito cuidado em meus braços. Só agora com o Robert acordado pude perceber que tinha os olhos da mãe: grandes e incrivelmente azuis.

“Não é irônico?” _ a pergunta de Miley me fez me acordar de meus devaneios. _ “Eu, uma artista super famosa que tinha horror de me apaixonar por alguém, acabei me perdendo de amores por um assistente comum que não estava nem aí pra mim. E hoje está casado comigo e acabamos de ter um filho juntos. É estranho onde as coisas pararam né?”

Aproximei-me de seu ouvido e sussurrei: “Estranhamente bom.”

Realmente a vida nos pega de surpresa e descobrimos que nem tudo que é planejado dá certo, mas o que vem sem ao menos percebermos é bem melhor do que esperávamos.

FIM DA PRIMEIRA TEMPORADA

Acabooooooou! Mas não fiquem tristes, porque vocês ainda não se livraram de mim kkkkkk Vai ter a segunda temporada (O marido de uma estrela), que eu vou postar já nessas férias. Só pra dar um gostinho, eu vou postar a sinopse ainda hoje, ok? Espero que gostem!!
Ah, quero pedir um favor pra vocês. Como eu vou começar uma nova temporada, eu quero começar super bem, então eu adoraria se eu recebesse mais comentários e novos leitores. Divulguem nos seus blogs e pros seus amigos, por favor. E não deixem de comentar!
Beijos

5 comentários:

  1. Aaaaawn adorei! Cada nome que diziam aushauhsu
    Um pior que o outro
    Posta logo a novaaaaa
    xoxo

    ResponderExcluir
  2. QUE PERFEITO!
    O capitulo esta lindo. Fiquei emocionada com o mais novo membro da família.
    Mal posso esperar pela segunda temporada.
    Posta logo.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. perfeitooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
    nao acredito que acabou :(
    posta logoo a 2º temporada
    ansiosa
    kiss and bye

    ResponderExcluir
  4. Awwn q lindo, cada nome doido uiaheiaei
    posta logo ein

    ResponderExcluir